Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 - Vila Nova Cachoeirinha

Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 – Vila Nova Cachoeirinha

APLV é o tipo de alergia número 1 no ranking de alergias mais comuns na vida das crianças. A procura por informações e ajuda são constantes de mães que ficam desesperadas com o desenrolar dos sintomas sem encontrar uma solução.

A questão é um tanto complexa, pois cada criança tem um tipo de organismo diferente, o que influência em todo o processo.

Por isso é tão importante você acompanhar este artigo que preparamos com todo o cuidado para você mamãe que anda muito preocupada com o seu pequeno.

Não deixe de ler!
 

O que é APLV?


A sigla APLV corresponde a Alergia a Proteína do Leite da Vaca, e também pode ser reconhecida pela abreviação ALV (Alergia ao Leite da Vaca). Esta alergia ocorre quando o organismo da criança apresenta uma rejeição a proteína presente na composição do leite, o que provoca reações no corpo que podem variar entre vômitos, diarreia e dentre outros sintomas.
 

Os sintomas da APLV


Os sintomas da APLV provocam quadros de diarreia (aonde as fezes podem apresentar sangue), vômitos, irritabilidade, baixo ganho de peso e desenvolvimento limitado de crescimento, assaduras e inflamação no intestino.
 
Todos estes sintomas são gerados a partir das constantes tentativas do organismo de expulsar do corpo as proteínas presentes no leite.
 
Para saber se o seu filho sofre de alergia ao leite da vaca, é importantíssimo apresentar um certo conhecimento para interpretar os sinais, seja eles mais simples ou graves.
 

Tratamento para APLV

 

O tratamento para APLV, consiste em retirar alguns alimentos da dieta da criança, que se baseiam na composição do leite. A partir da exclusão, são acrescentados uma nova rotina diária na alimentação, com o ajuste no preparo de algumas receitas. Feito estas atitudes urgentes e essenciais, cabe aos pais os seguintes procedimentos:

1 – Acompanhar de perto a evolução do quadro de APLV na criança.

2 – Ler sempre o rotulo dos produtos para não cometer equívocos.

3 – Examinar se o seu bebê já desenvolveu estrutura para suportar a proteína do leite em seu organismo.
 

Com muito cuidado e dedicação, proporcionando segurança e uma harmonia no ambiente familiar, o seu filho poderá conviver com a alergia ao leite da vaca sem maiores dores de cabeça.

 

Tolerância a APLV

 

Para alcançar a tolerância a APLV, é necessário seguir à risca toda as etapas do tratamento, o que resultará na tão sonhada resistência do organismo ao leite. Está tolerância geralmente ocorre na idade de 1 ano, porém em casos raros o problema pode persistir além do estipulado, o que exige paciência e um entendimento mais aprofundado da situação.

 
Muitas mães vivem verdadeiros dilemas com relação a todo o processo que envolve a busca pela tolerância. O aspecto psicológico é importantíssimo para uma evolução positiva de todo o quadro, pois o nervosismo aliado ao desespero, pode influenciar a criança, que absorve a insegurança apresentada pelos pais.
 
Mantenha sempre o controle.
 
Ficou alguma dúvida durante a leitura do texto? Na sua opinião ficou faltando alguma informação? Converse com um pediatra especializado em alergias e encontre uma ajuda preciosa.
 
 
 
 
 

Dra. Marly Sato

Dra. Marly Sato

Formada pela Faculdade Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia - SP
Especialista em pediatria pela AMB


FALE COM A ESPECIALISTA
Ebook sobre Alergia em Crianças