Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 - Vila Nova Cachoeirinha

Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 – Vila Nova Cachoeirinha

O contato físico entre mãe e filho é um elo de carinho muito poderoso. Quando a mãe ergue o seu filho e o coloca em seu colo, é a tradução de todo amor e cuidado que este relacionamento tão milenar pode expressar.

Porém, quem nunca ouviu a avó falar aos quatro ventos:
 
- Hum...você vai deixar a criança mal-acostumado hein!? Toda hora é colo!
 
Bem, pode parecer aqueles exageros de avó que todos conhecemos, mas será que colo demais faz mal a criança? É o que você vai descobrir neste post que preparamos para você! 
 
Não deixe de ler hein mamãe!
 

Da aonde surgiu este questionamento?


Colo demais faz mal? Este questionamento vem daquela história que envolve o desenvolvimento da criança e a sua adaptação mais rápida ao ambiente que a cerca. Quando o bebê é tomado por um tipo de choro incontrolável, o impulso da mãe é pegá-lo no colo, e na maioria dos casos o berro do bebê cessa.
 
Mas aí começa aquela conversa: Será que não é choro de bebê manhoso? Vamos fazer uma análise mais aprofundada nos próximos parágrafos para você entender que este julgamento está errado.
 

O colo da mãe é o lugar mais seguro


Durante os três primeiros meses fora da barriga da mãe, o bebê sente muita dificuldade de adaptar-se a um mundo tão grande e cheio de surpresas. Quando se sente ameaçado pelo ambiente a sua volta, o pequeno se comunica através do choro para ter o amparo da mãe.
 
E qual é o lugar mais seguro? É obvio que é o colo.
 
O colo apresenta a maioria das características que o bebê encontrava dentro da barriga da mãe, como: Conforto, boa temperatura, o balanço do ninar e o som que tanto o agrada, que provèm das batidas do coração da mãe.
 
Tudo o que um bebê precisa para ser feliz.
 

Conclusão: Colo demais faz mal?


Não. Pelo contrário, é um gesto tão sublime de proteção que só pode ser benéfico para a relação entre mãe e filho. Todos nós elegemos durante as nossas vidas, um lugar aonde nos sentimos seguros e livres de qualquer mal, o que com os bebês não é diferente.
 
A paciência com a manifestação de desconforto por intermédio do choro, deve ser aplicada com todo amor e carinho, com o gesto mais sublime que traduz esta relação tão pura.
 
Este conteúdo foi útil para você mamãe? O nosso intuito é sempre ajudar! Compartilhe no Facebook com os seus amigos e familiares! Acesse o nosso blog sempre que precisar!
 
A Dual Clinic é a mais nova clinica integrada da zona norte de São Paulo! Venha conhecer!
 
 
 

Dra. Paula Regina Colombi

Dra. Paula Regina Colombi

Formada pela Faculdade Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia - SP
Especialista em pediatria pela AMB
Especialista em Homeopatia pela AMH


FALE COM O ESPECIALISTA
Ebook sobre Alergia em Crianças