Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 - Vila Nova Cachoeirinha

Ícone telefone

(11) 3851-8411

Ícone telefone

(11) 96306-7414

Ícone horário

Horário: Seg. à Sex. 08:00 as 19:00

Ícone endereço

Av. Parada Pinto, 135 – Vila Nova Cachoeirinha

Se você apresenta alguma dúvida sobre alergias em crianças, este texto foi feito para você papai e mamãe que não sabem o que fazer quando os pequenos são vítimas destes incômodos. Separamos 6 dúvidas respondidas por nossas pediatras especialistas. Não deixe de ler!

1 – Nicotina causa alergia em crianças de até 2 anos?

 
Sim, e uma das causas mais comuns é o surgimento da bronquite, que afeta diretamente os brônquios, canais importantes pela passagem de ar.  A bronquite pode ser dividida em dois tipos: A aguda e a crônica. A primeira pode ter duração de dias, porém a segunda pode persistir por anos.
 

2 – Alergias em bebês desaparecem após os 7 anos de idade?

 
Não existe um tempo certo para o fim de uma alergia, pois depende muito da sensibilidade da criança, e do tipo de alimento que ela consome. Uma criança pode permanecer com uma alergia até aos 3 anos, ou simplesmente continuar com ela por um longo tempo.
 

3 – Por que alergias alimentares são tão comuns?

 
O atual estilo de vida de uma criança brasileira, pode determinar o surgimento de algumas alergias. Por exemplo: Por viver mais em ambientes fechados, o número de incidência de asma, tem aumentado em 20% em território brasileiro. 
 

4 – Como cuidar de alergias ao leite materno em bebês?

 
Se o bebê apresentar sintomas como: Vômitos, cólicas, diarreia, emagrecimento repentino, problemas respiratórios, dermatites, sangue em fezes, prisão de vente e dor abdominal, após o consumo do leite materno, procure um pediatra, ele vai orientar como lidar com a situação e vai fazer exames para comprovar o problema.
 

5 – Como descobrir se uma criança tem alergia?

 
Associar todo o histórico da criança aos sintomas comuns e anomalias na pele, olho, reação pós alimentação ou problemas respiratórios, pode ser um bom começo, porém o ideal é submeter a criança a exames de sangue e realizados na pele, para real comprovação da alergia.
 

6 – Como tratar alergias respiratórias?

 
Existem algumas medicações indicadas para diferentes tipos de alergias respiratórias, que podem ser recomendadas por um médico pediatria. Os pais devem apresentar alguns cuidados preventivos, como o incentivo do consumo de 2 litros de água por dia, limpar a casa sempre que puder da poeira, ventilar os cômodos, evitar ambientes com fumaça e cheiros fortes, e colocar capas nas almofadas.
 
Se ficou alguma dúvida entre em contato e converse com as Doutoras Marly Sato e Paula Regina Colombi. Elas estarão à disposição para proporcionar o melhor atendimento.
 

 

Dra. Marly Sato

Dra. Marly Sato

Formada pela Faculdade Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia - SP
Especialista em pediatria pela AMB


FALE COM A ESPECIALISTA
Ebook sobre Alergia em Crianças